terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Criação do Grupo de Estudos e Pesquisas "Práticas de Justiça e Diversidade Cultural" - UnB


Estou escrevendo para convidá-los a participar do Grupo de Estudos e Pesquisas "Práticas de Justiça e Diversidade Cultural", que desejo organizar, no âmbito do Departamento de Antropologia da UnB, para atuar em 2009 e reunir interessados em discutir textos e realizar pesquisas que tenham as temáticas da justiça, política, direitos e cultura como objeto de estudo. A idéia é propiciar um espaço de trocas de diversos âmbitos, seja possibilitando a leitura e debate de idéias sobre textos, seja discutindo projetos de pesquisa e/ou apresentando e discutindo pesquisas já realizadas por membros do grupo ou outros pesquisadores.
Neste primeiro encontro, a ser realizado no dia 14/01/2009, às 14:30h, na minha sala no Departamento de Antropologia da UnB, pretendo explicitar minhas idéias sobre o grupo, assim como ouvir os presentes sobre suas expectativas. Depois, podemos fechar um pequeno calendário de encontros, com idéias de temáticas a serem discutidas. O interesse é abranger ao máximo as expectativas dos participantes, como a experiência do "Núcleo de Antropologia e Cidadania" da UFRGS mostrou ser produtiva. Participo do NACI/UFRGS desde meu doutorado em Antropologia e, portanto, posso falar com certeza que é um elemento importante para minha formação profissional até hoje.
Apenas para conhecimento, estou colocando abaixo as três linhas de pesquisa que desenvolvo, para que possam ter uma noção maior de meus interesses de trabalho. Saliento, porém, que não precisamos ficar presos a esses focos temáticos; meu desejo é que possamos criar um espaço de oxigenação de estudos e pesquisas, que articule múltiplos interesses, na interface da antropologia com as discussões sobre justiça, política, direitos e diversidade cultural.
- Implementação de Direitos e Gestão da Vida: O idioma dos “direitos” e a luta por “justiça” são hoje espaços de mobilizações diversas, articulando tanto dinâmicas de luta política, quanto novos processos de regulação social. Na medida em que tais elementos são importantes domínios em que as formas da vida individual e coletiva são problematizadas, tornam-se objetos inspiradores para análise antropológica. Desde uma perspectiva etnográfica, visa-se investigar processos de constituição de novos sujeitos de direitos e seus atributos formadores, assim como as práticas, usos e significados da interseção entre projetos de implementação de direitos, novas tecnologias de gestão da vida e sensibilidades jurídicas particulares.

- Antropologia e Direitos Humanos: Essa linha de pesquisa investiga as práticas, usos e significados de projetos de implementação dos direitos humanos como idioma de luta política, assim como os sentidos associados tanto a diversas noções nativas, quanto a variadas despossessões de certos atributos que tornam possíveis a configuração ou não de pleitos específicos como de “direitos humanos”. Visa-se também discutir problemas éticos referentes ao estudo de tal tema, contribuindo para um repensar da própria prática antropológica.

- Políticas Públicas e Formas de Governo: Visa-se compreender a formação de tecnologias específicas (que envolvem poderes, saberes e éticas) no conjunto de administração e do governo de populações constituídas como usuárias de políticas públicas, assim seus possíveis efeitos na configuração de sensibilidades e subjetividades particulares.
Enfim, como já mencionei, o primeiro encontro será realizado no dia 14/01/2009, quarta feira, às 14:30h, em minha sala, no Departamento de Antropologia. Dependendo do número de pessoas, vamos a outro lugar.
Por fim, desejo a todos um ótimo final de 2008 e um 2009 cheio de novas descobertas.
Patrice Schuch.

Um comentário:

Jaqueline Silva disse...

Patricia, tenho interesse em participar do grupo, mas não pude comparecer ontem. Haverá outra reunião? Existe algum grupo de emails que eu possa participar? Voce pode deixar seu email? O meu é jaqueline.bps@gmail.com
Obrigada.